Contrato de Mutuo Açu RN

Informações sobre Contrato de Mutuo em Açu e região. Encontre aqui endereços e telefones de serviços e empresas em Açu, além de artigos sobre Contrato de Mutuo.

Alberto Luís de Lima Trigueiro
(84) 3331-2942
Rua Senador João Câmara 804 s 1
Açu, Rio Grande do Norte
 
Hk Medeiros Advocacia
(84) 3331-5081
Rua Senador João Câmara 178
Açu, Rio Grande do Norte
 
J Cancio e Durte de Melo Advogado
(84) 3201-2386
Rua Jaguarari 1240
Natal, Rio Grande do Norte
 
José de Ribamar Brauna Braga
(84) 3213-6684
Rua dos Canindés 1253 s 104
Natal, Rio Grande do Norte
 
Ayanna Darlla de Lima Araújo Botelho
(84) 3231-0591
Rua Paulo Barros de Goes 1840 s 203
Natal, Rio Grande do Norte
 
Macedo e Associados Advocacia
(84) 3331-3530
Praça Getúlio Vargas 55
Açu, Rio Grande do Norte
 
Ana Paula da Costa Pereira
(84) 3331-3812
Rua Luiz Carlos 3644 s 01
Açu, Rio Grande do Norte
 
Allan Kerlley Rodrigues da Silva Oliveira
(84) 3431-2823
Rua João Alfredo 329
Currais Novos, Rio Grande do Norte
 
Mendes & Mendes Advogados Associados
(84) 4008-5950
Avenida Nilo Peçanha 265
Natal, Rio Grande do Norte
 
Cláudia Alvarenga Medeiros Amorim Santos Nóbrega
(84) 3212-2909
Rua Meira Brandão 641
Natal, Rio Grande do Norte
 

Contrato de Mutuo

Contrato de Mutuo O contrato mútuo é aquele em que uma pessoa empresta para outra um bem fungível que mais tarde, ao findar do acordo, deverá ser entregue de volta com as mesmas qualidades que possuía quando foi emprestado. Não tendo que ser necessariamente o mesmo produto, fato este que diferencia o contrato mútuo do contrato de comodato. Neste caso o mutuário, aquele que recebe o bem, passar a ser dono do mesmo, comprometendo-se apenas a devolver mais tarde o objeto no mesmo valor, qualidade e quantidade que tinha o que ele usufruiu. Veja mais sobre o contrato de mútuo agora.Conheça Melhor O Contrado De Mutuo O contrato de mútuo é aquele em que duas partes entram em comum acordo sobre uma coisa que será emprestada de uma parte para a outra, o tempo de duração do contrato, bem como a data de devolução do produto em questão são estipulados e decididos pelas próprias partes. O que diferencia o contrato mútuo de contrato de comodato é que neste caso não é o mesmo objeto que foi emprestado que deverá ser devolvido, no contrato de mútuo o bem é fungível, ou seja, algo que se gasta, que se consome com o uso. Um exemplo de empréstimo fungível seria o de dinheiro, desde que não houvesse o acréscimo de juros, pois a esta modalidade dá-se o nome de Mútuo Feneratício, uma saca de feijão, um perfume e demais coisas do tipo.Veja Como Funciona O Contrato De Mutuo Neste tipo de contrato o mutuante, que é quem empresta o bem, transfere ao mutuário a propriedade do bem em questão, a partir daí todo o tipo de consequência que o bem possa passar a gerar fica sendo responsabilidade do mutuário. Sendo que legalmente este contrato se enquadra como sendo unilateral, uma vez que as maiores responsabilidades acarretadas pelo mesmo ficam apenas com uma das partes, que neste caso é quem recebe o produto. Outra responsabilidade clara do mutuário é a de devolver o produto ao mutuante após vencido o tempo do contrato.Saiba Mais Sobre O Contrato De MutuoA devolução do produto deve ser feita logo que vencido o contrato mútuo, uma questão importante a ser observada é que apesar de não se tratar exatamente do mesmo produto que foi emprestado, o mesmo deve ser devolvido com as mesmas qualidades, quantidades e no mesmo valor que possuía o produto que foi emprestado. Sendo que não pode ser devolvido no lugar do objeto um outro com o mesmo valor, mesmo porque aí não seria um contrato mútuo e sim uma troca comum e nem se deve devolver ao mutuante o valor em dinheiro, pois aí se caracterizaria uma venda. Este tipo de acordo também está previsto por Lei no art. 586, maiores dúvidas sobre o mesmo podem ser retiradas em livros e informativos de direito que você encontra facilmente no site do Submarino.0 Comments