Associações para Deficientes Visuais Brasília, DF

Informações sobre Associações para Deficientes Visuais em Brasília e região. Encontre aqui endereços e telefones de serviços e empresas em Brasília, além de artigos sobre Associações para Deficientes Visuais.

Obra Social Santa Isabel
(61) 3244-5565
SGAS 906 cj C
Brasília, DF
 
Nova Ordem de Jesus
(61) 3347-7995
SCLRN 707 BL E lj 24
Brasília, DF
 
Centro Popular de Formacao da Juventude
(61) 3321-0289
SDS BL L s 217
Brasília, DF
 
Abipem - Associação Bras Inst Prev Est Municipais
(61) 3323-4803
SRTVS s 416
Brasília, DF
 
Benecap
(61) 3348-3400
CRS 508 BL B lj 25
Brasília, DF
 
Aadv - Associação de Amigos do Deficiente Visual
(61) 3345-1631
SGAS 612
Brasília, DF
 
Sociedade Brasileira de Alergia e Imunopatologia
(61) 3245-6778
SCES TR 3 s 209 cj 6
Brasília, DF
 
Casa do Ceará Em Brasília
(61) 3533-3800
SGAN 910/911 cj FG
Brasília, DF
 
Instituto Vicky Tavares Vida Positiva
(61) 3034-0040
SCS Q 1 BL D s 115
Brasília, DF
 
Meb - Movimento de Educação de Base
(61) 3225-2943
SCS Q 3 BL A - 1
Brasília, DF
 

Associações para Deficientes Visuais

Associações para Deficientes Visuais A deficiência Visual tem, segundo um estudo recente publicado em 2011 pela Organização Mundial da saúde, uma incidência estimada na ordem dos 285 milhões de cidadãos afetados, sendo que 39 milhões correspondem efetivamente a situações de cegueira declarada e os restantes 246 milhões a diagnósticos de baixa visão.Associações para Deficientes Visuais Em território Nacional, a informação recolhida com o Censo de 2010 avançava com números preocupantes que rondam os 3,5% da população a referir dificuldade extrema de visão ou cegueira, enquanto os outros tipos de deficiência, nomeadamente intelectual, motora ou auditiva, se situam abaixo de 1,1% a 2,3%. Sendo caraterizada por ter maior incidência na população idosa, não deixa também de afetar crianças e jovens, o que se traduz na necessidade de encontrar um conjunto de respostas adequadas que garantam não só o tratamento clínico como a inserção social e o acompanhamento personalizado de cada caso. Este trabalho precioso é efetuado por Instituições como a Laramara, que nasceu de um sonho e se firmou como uma Missão.Apoio ao Cidadão Deficiente Visual A Associação nasce em 1991 devido à união de esforços de um conjunto de profissionais experientes na Deficiência Visual e de um casal ( Victor e Mara Siaulys ) pais de uma criança cega que ao longo do tempo se deparou com as necessidades especiais de sua filha e na falta de respostas educativas, lúdicas e técnicas existentes na altura. Os serviços prestados vão desde o atendimento clínico, ao apoio social e assessoramento e defesa e garantia dos direitos de todo o cidadão deficiente visual. A Instituição conseguiu já a nobre proeza de ser responsável pelo atendimento e orientação de 100 mil famílias oriundas de todo o Brasil que procuram seus serviços profissionais altamente específicos e humanizados. Possui vários tipos de programas de aprendizagem, cursos, oficinas, preparação para o mercado de trabalho, bem como assegura ainda a oferta de atividades culturais e de socialização onde o indivíduo se redescobre e ganha uma renovada autoestima.Laramara- Instituição de Referência na Deficiência Visual Dentre as atividades propostas, fazem parte: aulas de música, expressão corporal e artística bem como aulas de Teatro e organização de passeio e visitas a Museus, Cinemas, óperas e demais programas culturais lutando sempre contra a exclusão e trabalhando por integrar o deficiente, tanto quanto possível no maior número de atividades culturais disponíveis. A Laramara dispõe ainda de uma Brinquedoteca para os mais pequenos e de Cursos de Braille para os mais velhos, sendo ainda pioneira no fabrico e comercialização a baixo custo de aparelhos e mobiliário adaptado como andadores, talheres, planos inclinados de leitura e máquinas de Braille. Não perca a oportunidade de conhecer um pouco melhor a Associação para Deficiente Visuais Laramara e adquira agora com desconto no site Buscapé, telefones e relógios adaptados em Braille.0 Comments