Associações dos Direitos Humanos Alta Floresta MT

Informações sobre Associações dos Direitos Humanos em Alta Floresta e região. Encontre aqui endereços e telefones de serviços e empresas em Alta Floresta, além de artigos sobre Associações dos Direitos Humanos.

Associação dos Moradores da Cidade Alta
(66) 3521-7809
Avenida Amazonas 11
Alta Floresta, Mato Grosso
 
Apae - Associação de Pais e Amigos Excepcionais
(66) 3521-2130
Rua C 4
Alta Floresta, Mato Grosso
 
Crea - Conselho Regional de Engenharia Arquitetura e Agronom
(66) 3521-1356
Avenida Ariosto da Riva 2667 s 06
Alta Floresta, Mato Grosso
 
Associação dos Policiais Militares Nortão
(66) 3521-1138
Avenida Airton Senna 399
Alta Floresta, Mato Grosso
 
Fundação Ecológica Cristalino
(66) 3521-8513
Avenida Perimetral Oeste 2001 s 15
Alta Floresta, Mato Grosso
 
Associação Fraterna Benedita Fernandes
(66) 3521-8757
Avenida Perimetral Romoaldo Júnior 1150
Alta Floresta, Mato Grosso
 
Apae - Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais
(66) 3525-1620
Rua Maravilha
Carlinda, Mato Grosso
 
Codam - Conselho para o Desen Amazônia Matogrossense
(66) 3521-4783
Avenida Perimetral Oeste 77
Alta Floresta, Mato Grosso
 
Oab - Ordem dos Advogados do Brasil
(66) 3521-3755
Avenida Ariosto Dariva Neto 1987
Alta Floresta, Mato Grosso
 
Ctg Alta Floresta
(66) 3521-4068
Rua T 2 cp 532
Alta Floresta, Mato Grosso
 

Associações dos Direitos Humanos

Associações dos Direitos Humanos As Associações de Direitos Humanos constituem atualmente uma plataforma de entreajuda para as organizações que se preocupam com a salvaguarda dos direitos de todos os cidadãos e da dignidade e integridade da pessoa humana.Associações do Direitos Humanos Este tipo de Instituições são ainda um precioso recurso de denúncia de situações que claramente violem os direitos humanos prestando toda a informação e encaminhamento para as autoridades competentes, todos quantos necessitem de apoio judicial assim como proporcionam serviços de orientação e aconselhamento psicológico tão necessário à pessoa que procura ajuda. As áreas de intervenção são distintas, bem como são vastos os grupos populacionais alvos de estudo e de apoio. Desde os detidos em estabelecimentos prisionais que sofrem atentados aos seus direitos com a violência e condições precárias de alojamento, higiene e alimentação, até às vitimas de violência de doméstica, crime público com cada vez mais denúncias e exposição. A sociedade tem por um lado cada vez menos tolerância para com situações de maus tratos a mulheres, crianças e idosos e por outro lado as instituições estão atentas uma vez que este tipo de crime tende a aumentar exponencialmente em épocas de crise e de desagregação social e familiar como a que assistimos hoje em dia.Conheças as Instituições que Desenvolvem Trabalho na Área dos Direitos Humanos Felizmente Associações como o Fundo Brasil dos Direitos Humanos com vários projetos em campo nomeadamente em prisões e na mobilização dos indígenas vítimas de violência em defesa de suas terras. Cada vez mais organizados e com elevada consciência de sua dignidade, valor e tradição, o povo indígena se organiza e recebe o apoio de associações que permanecem vigilantes na problemática desta população. Não poderemos deixar de abordar uma outra ocorrência que constitui também ela um crime e uma atentado aos direitos humanos e à integridade física, psicológica e emocional da pessoa humana. Trata-se da tão proclamada violência policial que infelizmente todos os anos faz suas vítimas, apesar da formação específica recebida pela Polícia no âmbito de gestão de situações de stress. Infelizmente os policiais, habituados a lidar de perto com a criminalidade mais perigosa adquirem também eles um nível de agressividade instintiva que infelizmente se repercute em algumas situações de abuso.Garantia do Respeito e da Integridade da Pessoa Humana Outra Associação que efetua um trabalho específico nesta área é a ANDHEP que faz também monitoramento em penitenciárias e elabora relatórios com assiduidade que dão a conhecer ao público o âmbito de suas diversas atividades. Finalizamos com a ABRAVIPRE, que acolhe vítimas de preconceito religioso e que denuncia situações de ostracismo, segregação e perseguição a ex- frequentadores de cultos, situação infelizmente bem mais frequente do que se poderia imaginar. Não perca a oportunidade e visite o site destas associações, assim como o site do Fundo Direitos Humanos os quais poderá acessar aqui no Portal Dsconto.0 Comments